BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

28 de agosto de 2009

Acho que ninguem vai ler iso !!


Que tal começar falando de quando meu mundo 'girava'?
...Nada tirava o sorriso do meu rosto, tudo era motivo pra sorrir, nada, exatamente nada poderia me abalar, exceto uma coisa. Claro que não aconteceria, não comigo...uma menina tão decidida e confiante, ninguém poderia dar fim naquilo além de mim mesma. Eu não estava morando com os meus pais, vivia na casa das minhas amigas, saia, fazia praticamente tudo que eu queria. Eu vivia, sim, naqueles dias eu vivi. Tudo que eu não sou mais capaz de viver hoje eu vivi naqueles lindos dias. Tantas saídas, aulas 'assassinadas', tantos risos, e muito, muito desapego. Meu mundo girava em torno de mim, só de mim, o que as outras pessoas sentiam em relação a mim não me importava. Eu esnobava. Era egoísta e, feliz, eu era feliz. E as pessoas diziam que tudo que se faz, se paga. Eu abria um sorriso e falava, 'ah, comigo é diferente'. 'Eu nunca vou me apaixonar'. Eu nunca havia gostado de ninguém, eram só namoricos que logo acabavam. Eu enjoava fácil, esnobava, traía, ria, ria muito. E minhas amigas diziam pra eu não ser assim, que um dia ia acontecer comigo. Até que chegou o dia 05/09/08 ... eu conheci a pessoa mais maravilhosa do mundo, me fazia sorrir e sonhar e ficar feito boba imaginando a hora de vê-lo novamente. Minhas amigas não acreditavam no que estava acontecendo, eu, logo eu, apaixonada. Tava tudo perfeito, sabe quando você pensa em alguém e é como se sentisse a pessoa pensando em você também? Eu me sentia assim, aliás eu o sentia. Meus olhos brilhavam, eu lembro o 'inspetor' da escola falando, 'a mulher apaixonada é mais bonita'. Eu estava linda, porque eu me sentia linda e nada nem ninguém podia abalar todo aquele sentimento, exceto ele. Meu irmão achava que era besteira, dizia que eu não gostava dele. Até o dia em que ele resolveu voltar com a namorada(ex-atual, ¬¬) sem nem ao menos me dizer e nem terminar comigo. Eu chorei, e chorei, e chorei na frente de todo mundo, eu não estava nem aí para as pessoas, eu apenas chorava. Ele apenas me abraçou e disse:
- Não chora, olha pra mim, sem chorar e me ouve.
Essas palavras nunca saíram da minha cabeça e então ele disse:
- Eu vou terminar com ela e vou ficar com você, só com você. Você confia em mim?
Eu soluçando de tanto chorar, nada disse. Ele insistiu:
- Você confia em mim?
Enxugando minhas lágrimas eu disse:
- Confio.
E voltei para o meu quartinho pensando naquilo tudo e confiando cegamente em suas palavras. Eu devia confiar? Bom, eu confiei. Ele realmente terminou com ela, mas não terminou com outros problemas. Ainda havia outro fator determinante nessa história... a distância. Mas eu não me importava, fiz de tudo para estar o máximo de tempo perto dele. Os dias foram perfeitos, pela primeira vez eu gostava de alguém de verdade, eu nem ao menos o traí. Eu aprendi que a gente só sente vontade de trair se a gente não gostar, quem ama de verdade não trái! Tava tudo perfeito até meu irmão me ligar, ou eu ligar pra ele, não me lembro bem.
- Maninha, ele quer terminar.
Eu não entendi.
- Hãn? Quem quer terminar o que?
E então as palavras repentinamente pareceram facas cravadas no meu peito
- Ele conversou comigo que quer terminar com você.
Me desesperei.
- Hãn? Como assim, porque?
A explicação.
- Ele disse dessa coisa toda da distância e ele não falou nada, mas pelo que eu sei, tem outra na história.
Eu me desmanchei em lágrimas. O que eu fiz? Porque ele não me queria? Até então eu nunca havia levado um fora. Mas, tudo tem sua primeira vez. E lembrei das músicas que ele cantava pra mim e o modo como me fazia acreditar em tudo que dizia. Mentira, tudo o que ele dizia, a única coisa que ele fazia era mentir. Mentia pra mim como mentia pra ex e pra todas as outras. Terminamos. Terminei antes que ele pudesse terminar e então meu mundo caiu. Chorei durante semanas, sofri tanto como nunca poderia imaginar. Pedia a Deus pra que arrancasse toda a dor que eu sentia. Me tirasse todo aquele sentimento. Provei do meu próprio veneno.
Conclusão...ele me fez aprender, aprender muito. Aprendi que as pessoas não se importam, elas mentem e te ferem. Não conte como você é a ninguém, guarde pra si todo o seu ser, porque quando mostramos as nossas defesas pedimos para ser atacados. Aprendi a não confiar em ninguém, exatamente ninguém, aprendi que amar é bom, mas depender de alguém é exagero. Que tudo que fazemos uma hora se volta contra a gente. E foi no dia 10/10/2008 que a minha vida mudou, eu nunca mais fui como eu era e talvez sofra muito por isso. E tudo que eu faço não me alegra, eu nunca mais fui feliz como eu era. Tudo que me fazia sorrir hoje me faz indiferente. E mesmo que achem besteira, eu não me importo, ninguém pode mudar meus sentimentos. Ninguém sente o que eu sinto. As pessoas não me entendem, porque simplesmente não sabem o que eu sinto e senti, tudo que sofri. Por 'besteira', tudo porque 'eu nunca vou me apaixonar'. Essa foi a única pessoa que eu gostei, a única, justamente a que eu não deveria. Será que algum dia eu vou conseguir preencher todo o vazio deixado?


"Eu só queria uma música"♪ ...a nossa música.



**não sei porque resolvi lembrar isso agora.

2 comentários:

a menina nada popular disse...

/resposta do seu comente no meu blog/
que bom que você curtiu a ideia do chat (:
e pode deixar se o João vim pra ca eu vou contar tudiiin =]

*sei como é não ser compreendida =/
e você vai preencher esse vazio logo logo
e olha que eu entedo disso =/

Postei vaii láa
beijo ;*

Fernanda corradini disse...

tomara que eu preencha mesmo viuu ! :'(